PublicidadePublicidade

Entenda a história por trás do vídeo de Roberto sobre criança intubada na UPA Pediátrica

Prefeito gravou stories durante a madrugada garantindo que o local 'tem todo suporte necessário' para atender garotinho com suspeita de Covid-19, mas o menor foi transferido para Goiânia

Caio Henrique Caio Henrique -

Na madrugada deste domingo (30) um caso polêmico em Anápolis ganhou grande repercussão nas redes sociais.

Isso porque o próprio prefeito da cidade, Roberto Naves (PP), veio a público do Instagram, para comunicar um acontecimento grave: a internação de Gabriel Agra Nunes da Silva, um pequeno anapolino de apenas nove anos, com suspeita de Covid-19.

Nas gravações, Roberto aparece em frente à entrada da UPA Pediátrica, local onde Gabriel estava internado, confirmando a intubação e lamentando a marca de 200 óbitos pela doença na cidade – fato que aconteceu na última sexta-feira (28).

PublicidadePublicidade

Diversos comunicados de pessoas ligadas ao mandatário, inclusive o vice-prefeito do município, Márcio Cândido, atribuíram a visita após “fake news” que diziam não ter nenhum leito de UTI disponível para o tratamento da criança.

A partir disso, o caso tomou grandes proporções e chegou a ser repercutido por diversos meios de comunicação.

Entretanto, identificar de onde teria saído a tal “fake news” não foi nada fácil.

Busca por respostas

Quatro auxiliares da comunicação do prefeito foram procurados pela reportagem na tentativa de determinar a origem dos ‘boatos’ e o ponto de partida de toda a dramática história.

Foi possível apurar que a mobilização em desmentir o caso, e provar a capacidade do município em oferecer as condições de tratamento, teria sido iniciada após a divulgação do caso em grupos de Whatsapp.

No entanto, os print’s fornecidos ao Portal 6 sob a condição de anonimato, são de um grupo de apoiadores do próprio prefeito.

Um áudio também apresentado tem a voz de um jovem que seria parente do menor. Na mídia, ele pede ajuda alegando que o garoto estava na UPA Pediátrica, mas que ali não teria leitos de UTI disponíveis para a internação.

A gravação, sustentam os auxiliares do prefeito, teria sido compartilhada por um site apócrifo já conhecido por compartilhar boatos e noticias falsas.

‘Depois eles deletaram’, contou a fonte.

A ida do prefeito à UPA Pediátrica teria sido com a intenção de provar que a unidade tem sim condições de tratar a criança com quadro grave de Covid-19.

Porém, apesar dos esforços da reportagem, não foi possível rastrear com total precisão a origem e a forma como a possível “fake news” se espalhou pelo município.

Transferência

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) também foi procurada pelo Portal 6.

Em nota, a pasta informou que Gabriel deu entrada na UPA Pediátrica na última sexta-feira (28).

Contudo, como já mencionado pela reportagem, o caso estranhamente só chegou ao conhecimento público através dos stories do perfil do prefeito no Instagram, veiculado durante a madrugada.

Instada a informar o quadro clínico atualizado da criança, a Semusa indicou que ele foi transferido no final da tarde deste domingo para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia.

A surpresa se dá pelo fato de Roberto Naves ter deixado claro que a UPA tem “todo o suporte necessário” para o tratamento.

A pasta também garantiu que Gabriel já foi testado para a detecção do novo coronavírus, mas o resultado ainda não saiu.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade