PublicidadePublicidade

Após filho atacar pedreiro para ficar ‘sarado’, mãe decide denunciar tortura em Anápolis

Irmã do suspeito ainda tentou controlar a situação, mas foi ferida e acabou desmaiando

Da Redação Da Redação -

Um vizinho precisou acionar a Polícia Militar nesta sexta-feira (11) para ajudar uma família que passou por momentos de desespero no Jardim Arco Verde, em Anápolis.

Quando os policiais chegaram no endereço, encontraram uma mulher, de 31 anos, que contou que foi agredida pelo irmão enquanto tentava evitar que ele machucasse um pedreiro que realizava uma obra na casa.

Na ocasião, teria sido xingada com vários palavrões e levado socos na cabeça, fazendo com que acabasse desmaiando.

PublicidadePublicidade

A mãe deles, uma idosa de 61 anos, afirma ter sido empurrada no meio da confusão, mas não se feriu. Já o pedreiro teria sido ameaçado de morte e atingido com um objeto que provocou um ferimento na mão esquerda dele.

Aos policiais, o suposto agressor, de 33 anos, alegou que queria apenas cobrar do pedreiro que trabalhasse mais rápido porque a obra estava o atrapalhando na realização de exercícios físicos.

Esse caso, no entanto, não seria uma exceção. É que a mãe também aproveitou a situação para contar que já vinha sofrendo torturas psicológicas do filho.

A irmã do suspeito e o pedreiro precisaram ser encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para passar por um exame que constatou os ferimentos.

Na Central de Flagrantes, o homem foi colocado à disposição da Justiça e autuado por lesão corporal dolosa, vias de fato, injúria e ameaça.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade