PublicidadePublicidade

Médicos brasileiros decidem fazer autópsia em crianças vítimas da Covid-19 para responder importante pergunta

Pesquisadores já descobriram que nos pequenos a doença atinge diferentes partes do corpo, inclusive, o coração

Gabriella Licia Gabriella Licia -

O índice alarmante de óbitos em função da Covid-19 em todo o mundo não é mais novidade, afinal este é o assunto que se discute em todos os lugares, desde o início da pandemia

No entanto, uma questão intrigante está sendo levantada por médicos e pesquisadores: por que as crianças, que até então não eram alvos preocupantes da doença, começaram a morrer?

Um grupo de cientistas brasileiros, tentando obter essa resposta, descobriu que há uma manifestação atípica da Covid-19 se desenvolvendo no coração de crianças. Se trata da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P).

PublicidadePublicidade

Uma das responsáveis pela pesquisa, a médica patologista e professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Marisa Dolhnikoff, contou que os infectados apresentam febre e uma série de outros sintomas, entre eles, manchas na pele, olhos vermelhos e sensação de cansaço.

Além disso, a doença pode atingir diferentes partes do corpo como inflamações, incluindo o coração, os pulmões, os rins, pele, olhos e órgãos gastrointestinais.

“São poucos casos, não podemos ser alarmistas. Mas as sociedades pediátricas no mundo estão lançando alertas para as comunidades médicas, para que se atentem a esse tipo de apresentação atípica da covid-19. Para que façam a testagem, para que não deixem de diagnosticar a doença”, disse em entrevista à BBC.

A SIM-P tem sido a principal causa de tantos estudos após infectar adolescentes e crianças em todo o mundo, inclusive nos Estados Unidos foram 792 casos e 16 óbitos. No Brasil, são pouco mais de cem registros.

Segundo Marisa Dolhnikoff, o vírus está implicado como agente causal por dois mecanismos: primeiro, pela lesão direta nos tecidos, segundo, pela resposta inflamatória local (no coração) e sistêmica.

Ainda durante a entrevista, a especialista afirmou que a equipe escolheu o método de autópsia para os estudos, que estão em ritmo acelerado para garantir que a vida de outras crianças sejam salvas.

Covid “clássica”

Os sintomas tradicionais da Sars-CoV-2, em pessoas menores de idade, não costuma aflorar muito, inclusive 64,5% dos infectados dessa idade são assintomáticos e apenas 0,6% dos que contraíram as doenças tiveram óbito confirmado.

A pediatra do Hospital das Clínicas Juliana Ferranti explicou, basicamente, como funciona essa forma de manifestação.

“Os sintomas podem ser parecidos com os do adulto. Crianças podem apresentar quadros leves, com febre, tosse e desconforto respiratório. Mialgia, náuseas, vômitos e dor de cabeça também podem estar presentes”, escreveu para a BBC Brasil.

“Uma criança morrer por insuficiência respiratória pela covid pode acontecer, mas são poucos casos”, acrescenta.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade