PublicidadePublicidade

Convívio insuportável com o filho levou mãe a pedir providências à Polícia Civil

Ele deve ser indiciado com base no Estatuto do Idoso e, se condenado, pode pegar pena até um ano detenção

Da Redação Da Redação -

Cansada da situação que vive em casa, uma senhora de 67 anos procurou a Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso (DEAI) de Anápolis, na última segunda-feira (05), para pedir ajuda.

Ela, que é moradora do Jardim Alexandrina, bairro da região Norte, disse não aguentar mais o menosprezo do filho, também alegou sofrer maus-tratos e preconceito pelo fato de ser ‘velha’.

Segundo a sexagenária, o rapaz mora com ela sem precisar arcar com nenhuma despesa e agradece à estadia com xingamentos constantes e agressões verbais.

PublicidadePublicidade

O estopim para a idosa procurar a Polícia Civil foi quando ele desejou a morte dela, fato que a deixou profundamente triste.

O filho deve ser indiciado pelo artigo 96 do Estatuto do Idoso, que prevê pena de seis meses a um ano mais multa.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade