PublicidadePublicidade

Pastor assassino morreu assassinado enquanto pregava em igreja que fundou após o crime

"Muito trabalhador e excelente pai. Não temos suspeita nenhuma”, afirma esposa de Francisco

Avatar Gabriella Licia -

A manhã do último domingo (06) foi marcada por uma morte chocante em Aguas Claras, no Distrito Federal, enquanto ocorria a celebração de um culto na Igreja Assembleia de Deus Voz do Calvário.

O pastor Francisco Antônio dos Santos Marques, de 35 anos, estava de costas quando foi alvejado por um tiro que lhe tirou a vida quase que instantaneamente.

O religioso era um antigo conhecido da polícia e estava foragido desde 2018, após ter cometido um homicídio em Paranaíba (PI), cidade natal dele.

PublicidadePublicidade

O pastor se orgulhava muito de contar o passado obscuro que teve e de como o superou.

“Fui árvore verde por muito tempo: latrocída, homicída, pistoleiro, assaltante. Cheirava 30 gramas de cocaína por dia e andava com uma ponto 40 na cintura” era o que declarava nos testemunhos.

A esposa de Francisco, Luana Marques, de 22 anos, em entrevista com o Metrópoles, afirmou que eles foram casados por seis anos. A viúva reconheceu que Francisco realmente teve um passado criminoso, mas que havia se arrependido.

O casal se mudou para o DF em 2016 e há dois anos fundaram a congregação.

“Ele era maravilhoso, um homem que acreditava mesmo que o Senhor iria o abençoar para nos dar uma vida melhor. Muito trabalhador e excelente pai. Não temos suspeita nenhuma”, disse.

Os colegas, vizinhos e frequentadores da igreja confirmam que o pastor era uma pessoa tranquila e simpática.

Investigação

A motivação do crime ainda não foi desvendada para a Polícia Civil, mas, de acordo com o delegado-chefe da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul), Alexandre Gratão, uma possível vingança não está descartada.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade