“Ele não destruiu apenas duas vidas, destruiu duas famílias inteiras”, diz mãe de vítima de Christiano Mamedio

Mulher, que perdeu filho de 15 anos, afirma que não recebeu nenhum tipo de contato por parte do empresário ou da família dele e que quer justiça

Caio Henrique Caio Henrique -
PublicidadePublicidade

A indecisão acerca do futuro de Christiano Mamedio da Silva, empresário de 34 anos apontado como responsável pela morte de duas pessoas, vem causando ansiedade na mãe de uma das vítimas, que busca justiça a todo custo.

Michelle Pires, de 35 anos, é a mãe de Emanuel Felipe Pires Martins, adolescente de 15 anos, morto no acidente fatal que ocorreu no último sábado (03), na Avenida Brasil Sul.

Em entrevista ao Portal 6, ela contou que aguarda até a próxima sexta-feira (09), quando deve ser finalizado o inquérito policial.

PublicidadePublicidade

Até o momento, o empresário segue preso, mesmo com o pedido de habeas corpus por parte da defesa.

E se dependesse apenas de Michelle, ele ficaria assim para sempre.

“Minha briga agora é por justiça, é para que ele fique preso um bom tempo, porque meu filho eu não vou ter mais”, afirmou.

Atualizações do caso

O desdobramento do caso já rendeu algumas mudanças desfavoráveis ao autor, que agora responde por homicídio doloso – quando existe a intenção de matar.

Isso se dá devido à confirmação de que ele estava embriagado no momento que furou o sinal em alta velocidade e atingiu a F-4000 que transportava Emanuel e também Eurípedes Tomé da Costa, de 26 anos.

Pedro Arcanjo, perito responsável pelo caso no âmbito Polícia Científica, solicitou ao Instituto de Criminalística à coleta de imagens a fim de determinar a velocidade dos veículos.

O empresário homem já havia sido autuado por dirigir sob a influência da bebida apenas três meses antes do acontecido.

https://www.instagram.com/p/CGFBZxUj1Fj/?igshid=1i959rim4h3k5

“Não foi acidente, foi crime!”

Na entrevista, Michelle se lembrou emocionada do filho e disse que não recebeu nenhum tipo de contato por parte do autor ou da família dele.

“Nem mesmo um pedido de desculpas oficial nas redes sociais, alguma publicação, nada”, declarou.

A mãe também fez questão de ressaltar que o acontecimento não foi um acidente. Segundo ela, alguém que escolhe agir assim (beber e dirigir), mesmo depois de já ser repreendido, é um criminoso.

“O Christiano é um assassino, não foi acidente não. Foi crime. Ele não destruiu apenas duas vidas, destruiu duas famílias inteiras”.

“Luto para que meu caso seja exemplo e que nenhuma outra mãe tenha que fechar o caixão dos próprios filhos”, finalizou, emocionada.

[jnews_block_4 first_title=”Navegue pelo assunto” number_post=”4″ include_post=”129364, 129295, 129275, 129279″]

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade