PublicidadePublicidade

“Não pode fazer show, mas os cabarés tão funcionando”, critica Wesley Safadão

Cantor reclamou da rigidez das medidas que regulamentam a realização de eventos e fez apelo aos governantes de todo o Brasil

Caio Henrique Caio Henrique -

O cantor Wesley Safadão esteve em Recife (PE), na noite deste sábado (24), para realizar a transmissão do evento “Garota Vip”.

Foram autorizadas um total de 300 pessoas no local para acompanhar o andamento da festa. Porém, o número não pareceu ser suficiente para o músico, que aproveitou a oportunidade para alfinetar as medidas de flexibilização e pedir mais atenção ao entretenimento.

“O meu apelo aos governadores, aos prefeitos de todas as cidades: Olhem um pouco para o entretenimento”, pediu.

PublicidadePublicidade

O artista também argumentou que existem diversas outras atividades que ‘lotam’ espaços e possuem plena permissão para continuar ocorrendo, mas que os shows estão sendo rigidamente regulados.

“Não pode fazer show, mas pode fazer comício. Não pode fazer show, mas praia está lotada. Não pode fazer show, mas voo comercial está lotado. Não pode fazer show, mas os cabarés estão funcionando”, afirmou.

Por fim, Safadão apelou ao público para provar se o retorno dos shows é realmente o que a população deseja.

“Pelo o amor de Deus, a gente precisa voltar a trabalhar. A gente precisa sentir essa energia novamente. Perguntem ao povo, se o povo quer show ou se não quer também”, concluiu.

O pronunciamento do cantor, na íntegra, pode ser visto nos vídeos a seguir:

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade