PublicidadePublicidade

Filha começou a receber vídeos inadequados no celular e mãe não deixou barato

Não satisfeito, gringo tarado teve a ousadia de fazer algo ainda pior

Da Redação Da Redação -

Uma moradora da região Norte de Anápolis precisou recorrer à polícia para denunciar ter passado por uma situação constrangedora nesta segunda-feira (16).

É que a filha dela, uma criança de 11 anos, começou a receber vídeos pornográficos de um número internacional no WhatsApp.

No perfil havia a foto de um homem desconhecido, que começou a insistir em fazer chamadas de vídeo com a garotinha.

Para ver onde a história terminaria, a mãe aceitou a chamada sem ligar a câmera do celular da criança e viu, do outro lado da tela, o homem tocando os órgãos genitais e falando frases em inglês.

A mulher conseguiu gravar parte da cena para usar como prova do crime e o caso deverá ser investigado como indução de material pornográfico à crianças.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade