PublicidadePublicidade

Suspensão da Carreta da Alegria rende nova polêmica nas redes sociais

Atração deixou de circular após Vigilância Sanitária constar desrespeito às medidas contra disseminação do novo coronavírus

Rafaella Soares Rafaella Soares -

Não são poucas as reações de internautas sobre a suspensão da Carreta da Alegria, ocorrida na noite de quinta-feira (17), pela Vigilância Sanitária do município.

O órgão justificou a decisão devido à aglomeração de pessoas e o descumprimento de outras medidas contra a disseminação do novo coronavírus.

Para muitos, a fiscalização também deveria valer para supermercados, shoppings, bares e até mesmo ao terminal urbano.

PublicidadePublicidade

Outros apontam o rigor da punição porque as eleições já passaram, mas também há os que concordam com a atitude da Vigilância Sanitária e chegaram a definir o episódio como “a melhor notícia do ano”.

Alguns usuários até concordam que a Carreta da Alegria era uma boa diversão, mas agradecem ao término dos tumultos.

Houve ainda os que sustentam que tanta aglomeração seria um desrespeito com as pessoas que perderam familiares para a Covid-19.

Em tempo

A Carreta da Alegria chegou em Anápolis no último 05 de dezembro e, contando com apresentações de personagens icônicos, como Super Mário e Fofão, ficaria na cidade até o dia 31.

A atração ganhou ainda mais destaque na última semana, depois que viralizaram nas redes sociais vídeos em que entregadores de comida pararam para dançar com os atores da Carreta. As imagens foram vistas por milhões de pessoas.

Tanto sucesso pode ser a explicação para ter despertado no público local a curiosidade de fazer um passeio na Carreta da Alegria.

No domingo (13), fotos feitas por moradores de edifícios residenciais localizados nos arredores do Parque Ipiranga causaram indignação e preocupação em relação à pandemia.

É que os registros capturaram uma grande aglomeração de pessoas em uma fila interminável e sem nenhum distanciamento, esperando para embarcarem no veículo iluminado.

Na fiscalização desta quinta (17), a Vigilância Sanitária contabilizou 96 pessoas a bordo da Carreta e, segundo o órgão, a maioria estava sem máscara.

[jnews_block_3 first_title=”Navegue pelo assunto” include_post=”136748″]

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade