PublicidadePublicidade

Começa a produção das mudas que serão doadas para população de Anápolis

Da Redação Da Redação -

Caju, cagaita, jacarandá, cedro e ipês de diversas cores. Essas são apenas algumas das dezenas de espécies produzidas, anualmente, pelos dois viveiros municipais de Anápolis.

Criado em 2017 e, ainda em pleno funcionamento, o projeto ambiental Pró-Água produziu e doou para a população quase 300 mil mudas.

A boa prática ambiental já gerou frutos e reconhecimento nacional, como o Prêmio Destaque em Gestão Ambiental Municipal, da Associação Municipal de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), em 2019.

PublicidadePublicidade

Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Mauro Douglas Ribeiro, é difícil contabilizar a quantidade exata de mudas que serão produzidas este ano, a depender das condições climáticas e doações.

“Recebemos muitas doações de sementes ou mesmo de mudas como forma de compensação de algum crime ambiental cometido”, explica. Entretanto, a expectativa é de que cerca de 40 mil unidades sejam produzidas, número semelhante ao de 2020.

Plantio

Além de proteger áreas degradadas, o plantio de árvore ajuda na melhoria do microclima e gera áreas naturais de lazer.

Nas últimas semanas, mais de 250 mudas de espécies do Cerrado, como cedro, buriti, mutamba e flamboyant foram plantadas em uma área localizada no Vivian Parque, por exemplo.

A escolha de espécies nativas não só aumenta a probabilidade de sobrevivência das árvores, como diminui custos de manutenção.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Doações

A temporada de doações de mudas começa, em geral, no mês de setembro. Nessa época, a população precisa ir até a Secretaria Municipal de Meio Ambiente para preencher um formulário.

São permitidas até dez mudas por pessoa ou até 500 unidades no cadastro Pró-Água, quando é comprovada que serão plantadas em área rural.

Pró-Água

Lançado em 2017, o projeto implanta tecnologias sustentáveis para diminuir os impactos negativos causados pelos temporais e otimizar os recursos naturais advindos das chuvas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade