PublicidadePublicidade

Universidade quer punição de aluno que mostrou cenas impróprias durante aula virtual

Professora precisou encerrar a aula por não saber como agir ao ver o que estava acontecendo

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abriu na segunda-feira (19) um processo administrativo contra o aluno do curso da instituição que apareceu fazendo sexo com uma mulher durante uma aula virtual.

O comunicado deixa claro que a expulsão do acadêmico não está descartada, mas dependerá de uma apuração interna.

“O estudante responsável pela conduta já foi identificado e deverá ser apurado o ato, no sentido de reunir as provas e evidências da grave falta disciplinar, com base na Resolução Normativa Nº 17/CUn/1997. A depender de parecer de comissão específica, podem ser aplicadas penas de advertência, suspensão ou até mesmo exclusão”, disse a UFSC em nota.

PublicidadePublicidade

A cena constrangedora, que pode ser vista abaixo com a imagem embaçada, ocorreu na última sexta-feira (16) enquanto a professora ministrava outro tipo de conteúdo aos alunos do curso de Administração.

“Não sei o que eu faço numa situação dessas. A única câmera ligada eu acho que é a câmera que não deveria estar ligada. É constrangedor, evidentemente. A gente está gravando, inclusive”, disse a docente em tom de indignação.

A docente optou por encerrar a transmissão e iniciar outra sala virtual para interromper a sessão amadora.

“Vou fazer isso tá gente? A gente desconecta. Vou tirar o link e a gente coloca de novo”, avisou.

Veja a nota da UFSC na íntegra

A Coordenação do Curso de Graduação em Administração, a Direção do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH) e a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da UFSC informam que já estão sendo adotadas as medidas administrativas cabíveis a fim de apurar as responsabilidades de um lamentável episódio ocorrido em uma aula remota de disciplina oferecida a uma turma do curso de graduação em Administração da UFSC.

O estudante responsável pela conduta já foi identificado e deverá ser apurado o ato, no sentido de reunir as provas e evidências da grave falta disciplinar, com base na Resolução Normativa Nº 17/CUn/1997. A depender de parecer de comissão específica, podem ser aplicadas penas de advertência, suspensão ou até mesmo exclusão.

A Coordenação do curso, a Direção do CFH e a Prograd prestam total solidariedade à docente responsável pela disciplina, ao mesmo tempo em que irão requerer a abertura de procedimento para apurar não apenas a conduta do estudante, mas dos responsáveis pela divulgação do vídeo em que está configurada a infração disciplinar.

Além disso, manifestamos nossa absoluta defesa da professora, do curso em todas as suas instâncias e da UFSC, que não têm medido esforços para manter a reconhecida qualidade do ensino e da formação, diante de todas as restrições, limitações e ameaças à universidade pública brasileira.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade