PublicidadePublicidade

Confusão entre médico e vendedora no Jundiaí só terminou com a chegada da PM

Ele ainda teria encontrado uma maneira de tentar intimidar a jovem, mas gerente tomou providência

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação)

Policiais militares tiveram de ser acionados nesta terça-feira (11) para resolver um desentendimento por causa de uma vaga de estacionamento, no Jundiaí, bairro nobre da região Central de Anápolis.

Quem chamou os agentes foi a gerente de uma ótica, que informou que uma das funcionárias dela, de 22 anos, teria sido alvo de injúrias.

Segundo a vítima, tudo aconteceu depois que um médico, que tem 68 anos e é morador de Brasília, parou com o veículo em uma vaga privativa do estabelecimento.

PublicidadePublicidade

A funcionária então teria tentado avisá-lo que não poderia deixar o carro ali. Foi neste momento que alega ter sido alvo de vários palavrões e xingamentos.

Para que ficasse intimidada, o idoso ainda teria dito que era da Polícia Federal.

Aos policiais, o médico alega ter ficado perplexo, pois não havia no local nenhuma placa que o proibisse de estacionar. Ele também negou ter xingado a moça.

Um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi registrado contra o profissional da saúde por injúria e ele precisará passar por uma audiência com Justiça em agosto para esclarecer o caso.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade