PublicidadePublicidade

Juíza decide que Isabella Freire continuará presa durante investigação

Decisão foi dada na tarde desta sexta-feira (14), dois após a estudante confessar que jogou o filho recém-nascido em um lote baldio e ateou fogo

Da Redação Da Redação -
Nina Sá Araújo é juíza da 1ª Vara Criminal de Anápolis. (Foto: Divulgação/ TJGO)

A juíza Nina Sá Araújo atendeu ao pedido do Ministério Público e converteu a prisão em flagrante de Isabella Freire em prisão preventiva.

A decisão foi dada na tarde desta sexta-feira (14), dois dias após a estudante confessar que jogou o filho recém-nascido em um lote baldio e ateou fogo.

Titular do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), o delegado Wllisses Valentin comentou sentença da magistrada em comunicado à imprensa.

PublicidadePublicidade

“[Ela] seguirá presa durante a fase final do inquérito policial, em que é investigada pela prática dos crimes de homicídio qualificado e ocultação de cadáver, bem como durante a instrução criminal”, disse.

O Portal 6 deve publicar ainda hoje os detalhes do depoimento do namorado de Isabella.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade