PublicidadePublicidade

Diretor da Santa Casa dá entrevista para esclarecer como é a gestão do hospital

Instituição filantrópica foi alvo de polêmicas nos últimos dias e padre Clayton decidiu esclarecer todas elas

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação)

O fechamento de alguns serviços do pronto-socorro da Santa Casa para atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) virou motivo de polêmica em Anápolis nos últimos dias.

A difícil decisão, tomada em decorrência do subfinanciamento do serviço, que é de obrigação do poder público, chegou a ser questionada por vereadores, o que teria feito parte da população ficar confusa.

Diante disso, o diretor geral da Santa Casa, padre Clayton Bergamo, esteve em rádios da cidade para explicar como funciona verdadeiramente a gestão da Santa Casa e porque a paralisação dos atendimentos foi necessária.

PublicidadePublicidade

Ao todo, o pronto socorro da unidade recebia cerca de 2.500 pacientes por mês, dos quais 95% são de Anápolis.

“A Santa Casa é uma instituição séria, com 75 anos de fundação dedicados aos mais vulneráveis, ofertando 90% da sua capacidade ao SUS. Quanto ao Pronto Socorro, ela não fechou esse serviço, ele morreu por desnutrição”, afirmou o padre Clayton.

Clique aqui e ouça a entrevista na íntegra com os devidos esclarecimentos, números e verdades sobre o fechamento de serviços do pronto-socorro pelo SUS.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade