PublicidadePublicidade

Estudantes da rede municipal já têm data para voltar às aulas presencialmente

Anúncio foi feito pela Semed, que detalhou os diversos protocolos que deverão ser seguidos nas unidades mantidas pela Prefeitura

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação)

As aulas na rede municipal de Educação em Anápolis já têm data para retornar presencialmente. A Secretaria Municipal de Educação (Semusa) bateu o martelo e anunciou nesta terça-feira (22) que as as atividades escolares voltam no dia 02 de agosto para os profissionais e no dia 09 para os estudantes.

“Para que esse retorno aconteça de forma segura, a Secretaria de Saúde tem disponibilizado técnicos para orientar as equipes das unidades de ensino. Além do protocolo de biossegurança, o protocolo de manejo também foi apresentado nesta terça-feira (22) em live à equipe administrativa escolar”, destacou em comunicado à imprensa.

Vigias, merendeiras, auxiliares de Educação, dentre outros profissionais que compõem o corpo administrativo, participaram da reunião sobre os protocolos de manejo, realizada por meio de parcerias entre as pastas de Educação e de Saúde. Na semana passada, os gestores escolares já haviam recebido as orientações sobre o protocolo de segurança.

PublicidadePublicidade

A rede de ensino conta com cerca de 35 mil estudantes matriculados. Por conta da pandemia, as aulas presenciais estavam suspensas desde o fim de março de 2020. Apesar do retorno das atividades, a Semed manterá o projeto de ensino remoto, com atividades de estudos disponibilizadas pelas unidades escolares.

De acordo com a pasta, as unidades de ensino receberam mais de R$ 1,9 milhão do Programa de Autonomia Financeira das Instituições Educacionais (Pafie) para aquisição de equipamentos de segurança, como termômetros digitais, tapetes sanitizantes e máscaras de proteção.

A volta presencial dos estudantes ocorrerá de maneira escalonada, com eles divididos em grupos. Uma comissão foi instituída pela Semed para realizar o planejamento do retorno. Uma das ações da colegiado foi realizar o levantamento de famílias que são favoráveis ao retorno das aulas presenciais. Na educação infantil, 90% dos responsáveis aprovam o retorno. Já no ensino fundamental, o percentual é de 80%.

“Respeitando as famílias que ainda não têm segurança para o retorno dos estudantes às unidades de ensino, ofertaremos o ensino híbrido sem que haja prejuízo de aprendizagem àqueles que ficarão em casa”, ressalta a secretária de Educação, Eerizania de Freitas.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade