PublicidadePublicidade

Empresários de Anápolis processavam Fábio Escobar por ameaça, calúnia e difamação

Duas das audiências de instrução e julgamento ocorreriam no início do próximo mês após tentativas de conciliação frustradas

Avatar Danilo Boaventura -
Fábio Escobar era empresário e tinha 38 anos. (Foto: Arquivo/ Facebook)

Dois empresários do ramo da construção civil de Anápolis processavam Fábio Escobar, sepultado nesta quinta-feira (24) após ser executado a bala na noite anterior, em uma rua do Setor Jamil Miguel, na região Sudeste de Anápolis.

Ele respondia como réu a ambos processos, que ainda tramitam em varas criminais da cidade, por ameaça, calúnia e difamação.

Duas das audiências de instrução e julgamento ocorreriam no início do próximo mês após tentativas de conciliação frustradas.

PublicidadePublicidade

Em uma delas, Fábio Escobar chamou o autor da ação de “mentiroso, bandido, safado e covarde”. Também disse que só não teria batido nele no Parque Ipiranga ‘porque estava com a esposa’.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade