PublicidadePublicidade

Novas descobertas fazem parente de Lázaro Barbosa virar alvo da Polícia Civil

E essa não seria a primeira vez que o maníaco teria contado com ajuda de familiares para cometer crimes

Da Redação Da Redação -
Lázaro Barbosa é procurado pelas forças de segurança de Goiás e Distrito Federal. (Foto: Divulgação)

Um familiar próximo de Lázaro Barbosa entrou da mira da Polícia Civil do Distrito Federal. Ele passou a ser investigado depois de serem levantadas novas informações de que teria participação em uma série de crimes.

O homem não teve a identidade e nem o parentesco exato revelado para que o trabalho da corporação não fique comprometido, mas sabe-se que ele possui residência fixa no entorno do Distrito Federal e teria atuado em roubos de chácaras.

De acordo com o Metrópoles, Lázaro e o parceiro foram vistos juntos algumas vezes em áreas rurais do Incra 9, em Ceilândia, e nas proximidades de Águas Lindas de Goiás.

PublicidadePublicidade

Por conta da cumplicidade que os dois tinham, não está descartada a possibilidade de que o maníaco tenha contado com o apoio do parente para a ação que terminou com a morte de quatro pessoas da mesma família.

Dias antes ao crime, que chocou o Brasil e marcou o início das buscas por Lazaro, a dupla também foi vista rondando a mesma região em que as vítimas assassinadas na chacina moravam.

Na ocasião, teriam até entrado sem permissão em uma propriedade, alegando que queriam comprar queijo. As testemunhas que viram Lázaro e o parceiro juntos já prestaram depoimento.

Em família

Essa não seria a primeira vez que Lázaro Barbosa teria contado com ajuda de familiares para cometer crimes. Isso porque, antes de ser assassinado por uma desavença com outros bandidos, o irmão do maníaco, Deusdete Barbosa, teria participado com ele de um roubo seguido de estupro.

Lázaro morreu na segunda-feira (28), aos 32 anos, depois de trocar tiros com forças policiais, em Águas Lindas. Ele estava sendo procurado há 20 dias.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade