PublicidadePublicidade

Novo residencial popular de Anápolis deve ser entregue ainda neste ano

Obras foram vistoriadas pelo governador Ronaldo Caiado, que conheceu de perto da estrutura dos futuros imóveis

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -
(Foto: Bruno Velasco)

As obras do Residencial Cerrado III estão com mais de 60% dos serviços executados e devem ser concluídas até o final do ano. O projeto conta com aplicação direta de R$ 1,6 milhão dos cofres estaduais, por meio da Agência Goiana de Habitação (Agehab), e foi vistoriado nesta quarta-feira (07) pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e o prefeito Roberto Naves (PP).

“Viemos ver como estão sendo construídas as residências que vão abrigar as pessoas, dando a elas condições de ter sua casa própria. É um momento de alegria”, comentou Caiado. O residencial fica na região do Industrial Munir Calixto e durante a visita, Caiado anunciou que julho será “um mês de várias inaugurações” em Anápolis.

Lucas Fernandes, presidente da Agehab, explicou que participação do Estado viabiliza as moradias e torna o valor das parcelas do financiamento com a Caixa Econômica Federal mais acessível para os beneficiários, que vão pagar em média R$ 600 de prestação.

PublicidadePublicidade

Ainda conforme o titular da agência, a ampliação do acesso das famílias que mais necessitam à casa própria é uma das prioridades da gestão Caiado. “Esse é o caso do Residencial do Cerrado em que o Estado destina R$ 15 mil por unidade habitacional, o que ajuda as famílias na entrada do financiamento e também na redução do valor das parcelas”, reforçou.

Obras foram vistoriadas nesta quarta-feira (07). (Foto: Bruno Velasco)

Para ser contemplado com os R$ 15 mil da contrapartida estadual, as famílias precisam se enquadrar nos requisitos legais da Agehab, entre eles, renda de até três salários mínimos, nunca ter sido contemplado em outras iniciativas, e não possuir imóvel e vínculo comprovado com o município em, no mínimo, três anos.

Cerrado III conta com infraestrutura completa, asfalto, rede de água e energia. As casas têm 50,88 metros quadrados, com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Em junho de 2019, o Governo de Goiás e a Caixa entregaram 420 moradias no residencial, referentes à primeira e segunda etapas, com investimento total de R$ 43,2 milhões, dos quais R$ 6,3 milhões são de recursos do Estado.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade