PublicidadePublicidade

Atacada a pauladas, goiana fica desfigurada por não querer se deitar com o marido

Vítima viveu momentos aterrorizantes e acabou sendo abandonada seminua na porta de um hospital

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução / TV Anhanguera)

A Polícia Civil de Goiás está investigando o caso de uma mulher de 34 anos que afirma ter sido gravemente agredida depois que o companheiro a chamou para se deitar e ela disse “não”. O caso aconteceu em Rio Verde, a 295 km de Anápolis.

O que já se sabe até o momento é que a vítima teria apanhado na noite da última sexta-feira (02) e, no dia seguinte, percebendo que estava muito machucada, o homem, de 33 anos, a abandonou seminua na porta de um hospital.

Em entrevista, ela contou que depois das agressões, chegou até a ser levada às margens de um rio e ameaçada de morte.

PublicidadePublicidade

Já no hospital, teve de passar por uma cirurgia, porque ficou com a mandíbula quebrada. Os dois estavam vivendo juntos há dois anos.

“Como eu não quis deitar, foi o motivo para ele me agredir. Começou a me agredir com um pedaço de pau, quebrou ele todo nas minhas costas, minha cabeça está toda cortada”, disse à TV Anhanguera.

(Foto: Reprodução / TV Anhanguera)

A vítima também precisou ficar dois dias internada e recebeu vários pontos no rosto.

O suspeito ainda não está detido e nem é considerado foragido, mas já teria outros 05 registros por violência doméstica. Ele deverá ser intimado em breve para prestar depoimento.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade