PublicidadePublicidade

Justiça condena goiano que provocou a morte da namorada enquanto estava bêbado

"Lesões sofridas pela vítima causaram o seu óbito, deixando a sua família em extremo sofrimento", afirmou magistrado

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

A Justiça de Goiás condenou o vendedor de automóveis, Thiago César de Oliveira, de 32 anos, a 09 anos de reclusão em regime fechado pela morte da antiga companheira, Andressa Raphaeli Ferreira Braz, de 24 anos.

Ele foi denunciado por homicídio depois de se envolver em dois acidentes de trânsito, em 2014, que resultaram no falecimento da ex-namorada.

Primeiro, teria colidido em um fusca, em um cruzamento de Goiânia. Depois teria tentado fugir do local em alta velocidade e batido de frente com um poste de energia elétrica. Andressa ficou presa nas ferragens e não resistiu.

PublicidadePublicidade

No júri popular, que ocorreu na terça-feira (27), o dono do fusca relatou que Thiago tinha sintomas de embriaguez quando tudo aconteceu.

Um socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também afirmou que, no dia, o vendedor confessou ter ingerido bebidas alcoólicas.

Em depoimento, porém, o acusado negou que estivesse bêbado e alegou que o acidente só aconteceu porque estava sendo perseguido pelo proprietário do fusca.

O homem sustentou ainda que já namorava a vítima há mais de um ano e que os dois estavam planejando se casar.

Para o juiz  Jesseir Coelho de Alcântara, Thiago deveria sim ser responsabilizado já que decidiu dirigir alcoolizado e colocou em risco a própria vida, da companheira e de outros pedestres e motoristas.

“O denunciado feriu o dever objetivo de cuidado e de confiança no trânsito, uma vez que as lesões sofridas pela vítima causaram o seu óbito, deixando a sua família em extremo sofrimento”, defendeu o magistrado.

A decisão cabe recurso.

*Com informações do TJGO

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade