PublicidadePublicidade

Caiado anuncia início de aplicação de dose extra contra a Covid-19 em Goiás

Estado já havia recebido nesta semana milhares de imunizantes para cumprir o calendário vacinal de toda a população adulta até setembro

Rafaella Soares Rafaella Soares -
Governador Ronaldo Caiado recebendo doses contra a Covid-19. (Foto: Divulgação / Redes Sociais)

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), usou as redes sociais na manhã desta quarta-feira (25) para fazer um anúncio importante sobre a vacinação contra a Covid-19.

Segundo o chefe do Executivo Estadual, o estado iniciará, na próxima semana, a aplicação da dose extra nos idosos que atualmente estão vivendo em asilos.

A expectativa é que, após esse processo de aplicação nos mais velhos, o reforço comece a ser disponibilizado para população em geral em ordem decrescente de idade.

Outras informações de como deverá funcionar essa etapa da imunização contra o coronavírus deverão ser divulgadas em breve.

Em tempo

Goiás recebeu nesta terça-feira (24)  um total de 268.430 novas vacinas contra a Covid-19, encaminhadas pelo Ministério da Saúde. A remessa é composta de 121.250 unidades da AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), os imunizantes vão acelerar a imunização em toda população adulta maior de 18 anos e ajudar no cumprimento da meta do governador Ronaldo Caiado (DEM) de cumprir o calendário vacinal até setembro.

Ainda integram esse novo carregamento 72.300 imunobiológicos da CoronaVac, do Instituto Butantan, que chegaram ao Estado no último domingo (22). Outras 74.880 vacinas do laboratório Pfizer também foram entregues na segunda-feira (23).

Todas as remessas foram encaminhadas para a Central Estadual de Rede de Frio, na capital, onde passam por processo de conferência, para posteriormente serem distribuídas às 18 regionais de saúde e, em seguida, aos 246 municípios goianos.

Em Anápolis, as doses estão sendo aplicadas em jovens com mais de 21 anos, grupos prioritários, estudantes de 12 anos e adolescentes com comorbidades de 13 a 17 anos.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade