PublicidadePublicidade

Sem pacientes com Covid-19, Anápolis ganhará novos hospitais e deve retomar cirurgias eletivas

Município também deverá criar um Centro de Diagnósticos, que receberá recursos do Ministério da Saúde

Rafaella Soares -
(Foto: Divulgação)

Apesar de reconhecer que a pandemia ainda não acabou, o prefeito Roberto Naves (PP) afirmou à imprensa anapolina nesta quinta-feira (23) que o município, por ter conseguido zerar os leitos ocupados por pacientes com Covid-19, começará a voltar à normalidade.

No segmento da Saúde, a expectativa é concentrar os esforços para retomar as cirurgias eletivas. Enquanto isso, três novos hospitais estão previstos para serem inaugurados na cidade.

O primeiro é o Hospital Municipal Alfredo Abrahão, que chegou a ser utilizado para acolher pacientes com infectados pelo novo coronavírus, mas que deverá começar a atender toda a população em aproximadamente 60 dias.

Ele contará com 75 leitos e três centros cirúrgicos. Por causa dessa nova unidade, o atual Hospital Municipal Jamel Cecílio será desativado para receber uma reforma e ser transformado em um Centro de Diagnósticos, que receberá recursos do Ministério da Saúde.

De acordo com Roberto, também está no planejamento transformar a Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila União em um Hospital da Mulher, porque “Cais Mulher não atende as nossas necessidades”, e criar um Hospital Municipal do Idoso, com leitos de internação de longa permanência.

Diferente da unidade Alfredo Abrahão, ainda não foram divulgados detalhes sobre os prazos para que as obras desses dois hospitais sejam iniciadas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade