PublicidadePublicidade

Com elevação em todos os setores, PIB goiano avança 4,4% no segundo trimestre de 2021

Estudo é do Instituto Mauro Borges e a agropecuária segue sendo o carro-chefe da economia

Karina Ribeiro -
Governador Ronaldo Caiado verificando produção agrícola. (Foto: Divulgação/Facebook)

O setor agropecuário foi mais uma vez a mola propulsora na puxada econômica goiana no segundo trimestre de 2021 ao se comparar com o mesmo período do ano passado.

Prova disso que o incremento do abate de bovinos, suínos e aves rendeu ao estado, duas posições nesse ranking, ultrapassando Minas Gerais e São Paulo.

Em números, respondeu por 11,1% de todas as cabeças abatidas no País.
O setor de serviços, um dos que mais emprega em Goiás, também conta com uma boa notícia, com crescimento de 8%.

Mesmo com a pandemia, a área consegue manter a trajetória de evolução, sobretudo, pelas vendas online. Destaques estão para atividades administrativas e complementares (26,6%).
O resultado da indústria foi mais tímido, mas ainda positivo (0,7%).

Em paralelo ao mesmo período do ano passado, o crescimento das vendas dos produtos não metálicos pode ser um sinal do fortalecimento da construção civil – já que a atividade é a principal fornecedora de insumos para o setor.

“Nada melhor do que, depois de passar o pior momento da pandemia, fazer uma análise de consciência e saber que nós acertamos. Primeiro, salvar vidas e também dar garantia às pessoas que ampliaram sua vulnerabilidade”, comemorou o governador Ronaldo Caiado (DEM).

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade