PublicidadePublicidade

Carnes com alarme antifurto é a nova arma de supermercados goianos

Alimento virou artigo de luxo e peças, como filé mignon e contrafilé, estão com valor na casa dos R$ 100

Augusto Araújo -
Sistema de segurança instalado para evitar furto de carnes em supermercado de Goiânia (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

Com o aumento generalizado do preço dos produtos, os supermercados estão procurando alternativas para impedir  furtos nos estabelecimentos.

Com a disparada do preço este ano, a carne virou artigo de luxo na mesa de muitos brasileiros e a sensação de insegurança para muitos supermercadistas.

Algumas cidades de Goiás já existem redes instalando sistemas de segurança antifurto, para evitar que os itens ‘se percam’ pelo supermercado.

E não é para menos. O preço de peças como contrafilé e filé mignon estão alcançando o valor de até R$ 94,50, de acordo com pesquisa recente do Procon.

Peças consideradas “de segunda” também tiveram um aumento significativo. Patinho e coxão mole, as carnes mais baratas registradas pelo Procon, chegam à bagatela de R$47,98 e R$45,98, respectivamente.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos últimos 12 meses o valor geral das carnes subiu em média 30,27%.

De acordo com o órgão, cupim (43%) e músculo (38%) foram as peças que mais puxaram essa variação para cima.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade