Ginecologista Nicodemos Júnior ganha mais quatro indiciamentos e novo pedido de prisão

Inquérito foi aberto após vítimas de apresentarem e registrarem denúncia na Polícia Civil

Caio Henrique -
Nicodemos sendo preso pela Polícia Civil. (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

A Polícia Civil de Abadiânia concluiu, nesta sexta-feira (15), o inquérito policial contra o ginecologista Nicodemos Júnior Estanislau Morais, de 41 anos.

O médico, suspeito de abusar sexualmente das pacientes que atendia em diversos municípios do estado e fora dele, estava sendo investigado pelo mesmo crime contra quatro mulheres de Abadiânia.

Ele já havia sido preso preventivamente no município na última semana, após as possíveis vítimas registrarem ocorrência nas delegacias locais.

PublicidadePublicidade

Com a adição dos novos autos de inquérito, um novo pedido de prisão será encaminhado ao Poder Judiciário.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.