PublicidadePublicidade

Municípios goianos ainda podem ser encobertos por nuvens de poeira, confirma Cimehgo

Meteorologista do órgão também explica porque o fenômeno está acontecendo com tanta frequência

Augusto Araújo -
Nuvem de poeira vista de dentro de apartamento. (Foto: Reprodução)

Goiânia, Aparecida e Rio Verde. Essas são algumas das cidades de Goiás que recentemente tomaram sustos com a formação de grandes nuvens de poeira, encobrindo o céu dos municípios.

E de acordo com o Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas do Estado de Goiás (Cimehgo), existe uma possibilidade deste fenômeno voltar a fechar os céus nas próximas semanas, em especial nas regiões Sul, Sudoeste e Central do estado.

O Portal 6 entrevistou André Amorim, gerente do instituto meteorológico, para entender os motivos pelos quais este fenômeno está ocorrendo com tanta frequência em Goiás.

“[As nuvens de poeira] acontecem porque o solo ainda está seco e o clima está quente. Como chegou uma frente fria vinda do sul do país, esse choque climático gera ventanias muito fortes, que acabam levantando essa terra solta e formam as nuvens de poeira”, detalhou.

O meteorologista também afirmou que Goiás ainda se encontra em uma fase de transição para o período chuvoso e ainda há muita terra solta e seca espalhada, facilitando a dispersão da poeira.

Áreas com terra exposta (como construções e zonas agrícolas) e com menor vegetação natural possuiriam maiores chances de se depararem com tal fenômeno, segundo o gerente do Cimehgo.

Um fator que teria facilitado o surgimento desse fenômeno, de acordo com Amorim, foi o grande período de seca pelo qual o estado passou.

“Nós tivemos uma estiagem bem prolongada esse ano. Como ainda estamos engatinhando no período chuvoso, temos um ambiente que possibilita a formação de tempestades e ventanias”, argumenta.

As regiões Sul, Sudoeste e Central de Goiás, por estarem mais próximas da origem da frente fria, possuem uma probabilidade maior de encarar as nuvens de poeira.

Veja a seguir vídeo de tempestade de poeira que ocorreu em Rio Verde, no último domingo (24)

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.