PublicidadePublicidade

As providências da DGAP após 32 detentos tentarem fugir de presídio em Aparecida

Alguns deles chegaram a alcançar o muro da área de banho de sol, mas foram detidos na escalada

Karina Ribeiro -
Barras de ferro e materiais artesanais encontrados em presídio. (Foto: Divulgação/DGAP)

Utilizando materiais artesanais e parte da própria estrutura da Penitenciária Coronel Odenir Guimarães, 32 detentos tentaram fugir do presídio, na madrugada desta quinta-feira (18).

A tentativa frustrada foi impedida pelos servidores prisionais, mas o Grupo de Operações Penitenciárias Especiais também foi convocado para reforçar a segurança.

O plano consistia em usar cordas artesanais para escalar, conhecidas como terezas, barras de ferros para intimidar servidores e até um buraco foi cavado para que todo o plano fosse executado com êxito para chegar à área externa do presídio- situado no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.

PublicidadePublicidade

Entretanto, conforme informações da Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), eles foram contidos ainda no pátio de banho de sol, antes de concluírem a tentativa de evasão.

Inclusive, agentes tentaram conter a correria do grupo em direção ao muro, mas alguns foram parados quando começaram a escala.

Os detentos foram identificados e isolados. Eles cumpriam pena por crimes como estelionato, roubo, homicídio e tráfico de drogas. Medidas administrativas para apuração dos fatos já foram iniciadas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.