Professor de Anápolis tem coletânea de livros sobre africanidade lançada por editora

Histórias são destinadas às crianças das séries iniciais do ensino fundamental

Da Redação -
Professor Edergênio Negreiros Vieira, autor da coleção Afroletramento. (Foto: Divulgação)

O professor Edergênio Negreiros Vieira teve a coleção Afroletramento, uma coletânea de livros sobre africanidade, lançada pela Inteligência Educacional neste sábado (20) em que é celebrado no Brasil o Dia da Consciência Negra.

O projeto idealizado pela editora atende a Lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas do Brasil, e resgata a importância de trabalhar a temática que se relaciona com a formação da população brasileira, composta sobretudo pela mistura dos povos indígenas, africanos e europeus, que trouxeram para cá diversos saberes, culturas e costumes.

Segundo a Inteligência Educacional, a coleção contempla cinco livros e é destinada ao público dos anos iniciais do ensino fundamental e aos professores que lecionam nesse nível de ensino. Além da autoria do profissional de Anápolis, que também escritor e poeta, a coletânea conta com ilustrações em aquarela da artista plástica e jornalista Francisca Nzenze.

PublicidadePublicidade

Coleção Afroletramento foi lançada pela Inteligência Educacional. (Foto: Reprodução)

“A Inteligência Educacional acredita que com esse projeto, as escolas terão um material para colaborar na busca por soluções dos problemas que ainda persistem na sociedade, tais como: desigualdade, preconceito e racismo”, pontua a editora.

“É mais uma solução educacional que vai trabalhar a representatividade negra, com personagens e histórias que trazem em si elementos importantes da cultura afro-brasileira e africana”, completa.

Conforme a Inteligência Educacional, o projeto é resultado de muitos estudos e vivências do professor Edergênio. Afinal, afroletrar é muito mais que decodificar, é incluir as vivências sociais e a demanda por maior conhecimento e valorização da cultura afro-brasileira e africana.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.