Estabelecimento palco de racismo em Anápolis foi pichado e idosa tem medo que incendeiem o prédio

Local é alugado e proprietária, que mora no andar de cima, estaria sendo alvo até de foguetes

Da Redação -
Pichação no prédio em que fica a conveniência onde mulher foi flagrada cometendo o crime de racismo. (Foto: Reprodução)

O Empório Gaúcho, estabelecimento que foi palco de diversos crimes de racismo na região Sul de Anápolis, voltou a ser assunto nas redes sociais após ter as portas pichadas.

“Fogo nos racistas”, foi o que escreveram no local onde, além da conveniência, também mora uma idosa de 80 anos, no andar de cima.

O neto dela recorreu ao Twitter para pedir que não ataquem o prédio, pois a avó tem problemas cardíacos e está dormindo com medo de ter a casa incendiada.

Prédio alugado

O Portal 6 também conversou João Victor Salgado, neto da idosa.

Segundo o advogado, os donos do empório alugam a parte térrea do prédio e a avó é apenas a locadora do espaço.

Além de vandalizado, o imóvel também estaria sendo alvo de foguetes desde a repercussão do caso.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.