Polícia Civil desvenda assassinato em prostíbulo de Anápolis e prende casal

GIH concluiu que o crime já era premeditado e que vítima foi monitorada antes de morrer

Da Redação -
Casal preso por GIH, acusado de homicídio qualificado em Anápolis. (Foto: Divulgação/GIH)

Foi desvendado pela Polícia Civil (PC) o assassinato de Dioney Appolonio Palazzo Ferreira, de 36 anos, ocorrido no dia 1° de outubro deste ano em um prostíbulo do bairro Calixtolândia, na região Sudeste de Anápolis.

O casal acusado do crime foi encontrado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) e preso na noite desta terça-feira (23), no pedágio de Goianápolis, localizado na BR- 153.

A dupla, de 25 e 39 anos, pôde ser identificada através das imagens de câmeras de seguranças do ‘Pistão’, como é conhecido o prostíbulo.

PublicidadePublicidade

De acordo com as investigações, a motivação do crime foi uma vingança.

Dioney era suspeito de envolvimento com a morte do irmão do acusado e, para vingar o familiar, ele solicitou a ajuda da parceira para concluir o caso e atirou por três vezes na vítima.

Vale ressaltar que ambos já possuem diversos antecedentes criminais.

A mais jovem já foi detida por roubo, porte ilegal de arma, tráfico de drogas e homicídio, enquanto o companheiro, apenas por lesão corporal dolosa.

Caso condenados pela Justiça, o casal pode receber uma pena de até 30 anos de reclusão pelo homicídio qualificado, além de porte ilegal de arma de fogo.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.