Ruas vazias, comércio fechado e luto: Corumbá vive cenário desolador após ação do ‘novo Lázaro’

Município foi palco de triplo homicídio ocorrido no último domingo. Força-tarefa continua à caça de principal suspeito

Karina Ribeiro -
Imagem geral do Cemitério de Corumbá de Goiás, onde vítimas foram enterradas. (Foto: Leonardo Gonçalves/RecordTV)

Enquanto a caça ao ‘novo Lázaro’ continua concentrada na zona rural de Abadiânia, com mais de 70 homens da força de segurança, a cena na pacata cidade de Corumbá, onde aconteceu o triplo homicídio é desoladora.

O crime, cujo principal suspeito de matar a própria esposa que estava grávida, Ranielle Aranha, uma criança de 02 anos e um vizinho de chácara, Roberto Clemente, é Wanderson Mota Profacio, de ocorreu no domingo (28), deixou a cidade sem chão.

O comércio está praticamente fechado. O enterro das vítimas do crime bárbaro, foi realizado no cemitério da cidade, por volta das 10h, desta terça-feira (30).

Segundo informações da RecordTV, que está no local, a família está completamente inconformada. Após a cerimônia, parentes de Ranielle e da criança vão fazer uma espécie de retiro em uma propriedade da zona rural.

Novo Lázaro

As equipes da força-tarefa de segurança criam estratégias para conseguir prender Wanderson. O cerco foi fechado em três pontos: Corumbá de Goiás, Alexânia e Abadiânia. A maior possibilidade ventilada é de que o rapaz continue na zona rural desta última cidade – onde concentram as investigações.

Não é a primeira vez que Wanderson é preso. Em 2019, ele tentou matar uma ex-mulher a facadas. Dessa vez em Goianápolis. À época, ele tinha 18 anos e ficou preso até março de 2021, quando saiu da cadeia.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.