5 mensagens proibidas que jamais devem ser enviadas pelo WhatsApp

Usuários precisam estar atentos para que não acabem sendo banidos permanentemente da plataforma

Anna Júlia Steckelberg -
5 mensagens proibidas que jamais devem ser enviadas pelo WhatsApp
WhatsApp, aplicativo com o maior número de downloads no Brasil. (Foto: Shutterstock)

Isso não deve ser mistério para ninguém, mas o WhatsApp detém o posto de aplicativo com o maior número de downloads no Brasil. Basicamente, o mensageiro é o preferido pelos brasileiros para o envio e recebimento de mensagens. Com isso, a sua abrangência e magnitude as vezes acabam gerando má utilização, que podem ser graves e causar sérios problemas tanto para o usuário como para a sociedade geral. Por isso, veja quais são as mensagens proibidas que jamais devem ser enviadas pelo WhatsApp! 

Antes de tudo, é essencial ficar atento com o conteúdo que circula na plataforma, sem que isso vá contra as diretrizes propostas pelo aplicativo

5 mensagens proibidas que jamais devem ser enviadas pelo WhatsApp:

1. Primeiro, o disparo em massa de mensagens. Em resumo, o envio de mensagens em massa viola o termo de uso do WhatsApp, sobretudo quando o conteúdo é falso. Logo, quem violar essa regra pode até ser banido da plataforma ou responsabilizado criminalmente.

2. Em seguida, o envio de fake news, que é espalhar mensagens falsas pelo WhatsApp, uma ação vai contra as diretrizes de uso da empresa e pode resultar no banimento permanente da conta de usuários que encaminham este tipo de conteúdo aos seus contatos. Por isso, é preciso estar atento à veracidade das informações antes de repassá-las às outras pessoas.

3. A seguir, conteúdos que infrinjam a lei. No geral, o ato de enviar conteúdos contra a lei também é terminantemente proibido pelo WhatsApp. Por exemplo, mensagens ilícitas, ameaçadoras, assediantes e difamatórias, que incitem a violência ou que promovam ofensivas relacionadas à questões étnicas ou raciais.

4. Além disso, o envio de dados pessoais, como RG e CPF, pode gerar sérios problemas para o dono das informações. Isso porque o número de golpes pelo aplicativo tem crescido gradativamente. Em muitos casos, o próprio aplicativo é clonado e usado para pedir resgates em dinheiro. Por isso, atenção!

5. Por fim, cuidado com os links maliciosos. Um dos mais comuns é o golpe do Auxílio Emergencial, que fez mais de 7 milhões de vítimas. Outro golpe comum é o do FGTS, que também utiliza de links maliciosos utilizados pelo mensageiro para atrair vítimas. Sendo assim, antes de encaminhar um link suspeito para algum contato, realize uma busca simples e verifique se a informação é de fato verdadeira.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.