Benefício de R$ 3 mil para pais solteiros começará a ser pago em dezembro; veja como receber

A pedido da Caixa Econômica Federal, o pagamento retroativo deve ser escalonado

Anna Júlia Steckelberg -
Liberado saque a partir de R$ 500 pelo Caixa Tem; veja quem tem direito ao benefício
Caixa Tem é o aplicativo da Caixa Econômica Federal. (Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil)

Se você esteve por fora das últimas notícias, saiba que o Governo Federal liberou um novo benefício! Basicamente, agora haverá uma cota dupla do Auxílio Emergencial a homens que cuidam sozinhos de seus filhos. Inclusive, o valor pode chegar a R$ 3 mil. Bom, a parte boa é que o benefício de R$ 3 mil para pais solteiros começará a ser pago agora em dezembro, vamos entender melhor! 

Primeiramente, o novo benefício já passou na Comissão Mista de Orçamento da Câmara dos Deputados. Assim, ele será destinado única e exclusivamente para homens chefes de família que não têm cônjuge, com prioridade para aqueles que não estão inscritos no Auxílio Brasil ou no CadÚnico.

Aliás, se você não lembra, a cota dupla para este grupo de cidadãos acabou vetada em 2020 pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). Porém, em julho de 2021, um ano depois, esse veto caiu e agora os pais possuem novamente esse direito — igualmente as mães solteiras.

Se ainda restam dúvidas, saiba que o Governo Federal pretende atender mais de 940 mil famílias, compostas por pais solos. Ademais, esses homens terão direito a um pagamento retroativo. Isso significa que eles receberão cinco parcelas iniciais do auxílio, cada uma de R$ 600, totalizando R$ 3 mil. 

Quem vai receber o benefício de R$ 3 mil para pais solteiros? 

Antes de tudo, entenda que a pedido da Caixa Econômica Federal, o pagamento retroativo deve ser escalonado. Assim, primeiro, recebem os homens que não estão no Auxílio Brasil ou no CadÚnico. Em seguida, a partir de janeiro de 2022, o restante do público deve receber o valor do benefício. Entretanto, o calendário ainda não está divulgado.

Bom, já ficou mais que claro que o benefício será destinado a pais solteiros, que receberam a cota única no início do pagamento do benefício, em 2020. Mas se ainda restou dúvidas, entenda que terá direito a receber o valor quem recebeu a cota simples, tem filho menor de 18 anos e não tem outro membro familiar que tenha recebido a cota dupla no valor de R$1.200.

Por fim, se você é um pai solteiro e quer saber se terá direito ao benefício, basta acessar o site do Dataprev. Na plataforma, o homem deve inserir algumas informações como o número do CPF e o nome da mãe para saber o resultado da análise do Ministério da Cidadania e, portanto, se está dentro do programa federal.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.