Visitas de Bolsonaro a Anápolis em 2021 foram boas ou ruins para a cidade?

Portal 6 conversou com um dos maiores especialistas do estado para entender as motivações e consequências dos recorrentes encontros do presidente da República com o município

Caio Henrique -
Jair Bolsonaro a caminho da Church in Connection, em Anápolis. (Foto: Reprodução)

O presidente Jair Bolsonaro, recentemente filiado ao Partido Liberal (PL), foi figurinha carimbada em Anápolis durante grande parte do ano.

Ao todo, ele esteve em solo anapolino em três oportunidades, sendo que uma quarta, prevista para acontecer no dia 1º de outubro, precisou ser cancelada de última hora após a comitiva testar positivo para Covid-19 em Nova York, durante a conferência da ONU.

O que chama a atenção nas visitas, entretanto, são os motivos mais casuais por trás da mobilização.

Isso porque, geralmente, a presença de um presidente da República em algum local é acompanhada de anúncios ou apresentações de impacto.

Retrospectiva

Em Anápolis, por outro lado, Jair Bolsonaro apareceu rapidamente e de surpresa no mês de abril, após pousar de helicóptero em Goianápolis e cumprimentar os apoiadores.

Na ocasião, a pandemia estava em um cenário bem mais crítico e chamou a atenção pela aglomeração causada e ausência de máscara do chefe do Executivo Federal.

Pouco tempo depois, em junho, o presidente voltou a ser centro das atenções no município, quando confirmou presença na igreja mais “diferentona” da região – a Church in Connection.

À época, a visita ficou marcada por declarações polêmicas que reverberaram em todo o país. A defesa do tratamento precoce, o questionamento da eficácia da vacina e a afirmação de que as mortes por Covid-19 no país estavam superdimensionadas foram alguns dos tópicos abordados por ele.

Neste mês de dezembro, Bolsonaro voltou à cidade para participar da cerimônia alusiva ao 60º Aniversário de Ativação do Primeiro Grupo de Transporte de Tropa e à Segunda Ordem do Millennium – com foco na chegada da aeronave KC-390 Millennium na Força Aérea Brasileira (FAB).

Especialista

Em entrevista ao Portal 6, Itami Campos, professor, doutor e uma das maiores referências do estado em Ciência Política, explicou os prováveis motivos da presença tão constante do presidente no município.

“Parece muito um quadro político de manter eleitorado em setores favoráveis, já visando a campanha para a próxima eleição”, explicou.

“O deslocamento dele pelo país todo já mostra esse padrão. E em Anápolis, especificamente, ele tem um contato muito forte com esta base de eleitores, uma cidade bastante evangélica e que demonstrou um apoio massivo nas últimas eleições presidenciais”, complementou.

Itami também argumentou que, do ponto de vista das impressões, as visitas carregam certo prestígio para a cidade, por se tratar da maior autoridade política do país.

Contudo, ele ponderou que a presença só pode ser, enfim, considerada positiva quando vier acompanhada de resultados concretos, como obras, inaugurações e demais investimentos que justifiquem a magnitude que o cargo representa dentro do cenário político nacional.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.