Cachorrinha que teve as presas serradas e os dentes arrancados também foi vítima de estupro em Anápolis

Resgatada após abandono, ela terá de passar por cirurgia de emergência por conta de infecção no útero. Caso será denunciado à Polícia Civil

Pedro Hara -
Cadela foi resgatada na Vila Formosa, região Leste de Anápolis. (Foto: Divulgação)

Resgatada pela ONG SOS Animais após ser abandonada na Vila Formosa, bairro da região Leste de Anápolis, a cachorrinha que teve as presas serradas e os dentes arrancados também foi vítima de estupro.

O diagnóstico veio após a avaliação veterinária que constatou uma infecção gravíssima no útero e cistite. A hipótese mais provável é a de zoofilia, que é o ato de um ser humano manter relação sexual com animais.

Fundadora da SOS Animais, a vereadora Seliane (MDB) contou ao Portal 6 como o resgate foi realizado. De acordo com a protetora, após ser levada ao veterinário, a cadela precisou passar por uma cirurgia de emergência por conta das lesões no útero.

“Inicialmente era apenas um pedido de resgate na Vila Formosa. Após o resgate, eu pedi a [uma voluntária da ONG] para transportar ela pra clínica. Quando chegou na clínica o veterinário diagnosticou as presas arrancadas e as pernas serradas, além do útero arrebentado. Foi necessário realizar uma cirurgia de emergência na vagina”, narrou. 

Sobre o crime praticado contra o animal, Seliane disse que os indícios apontam que realizaram sexo com a cachorrinha.

“Quando eles serram os dentes, é para a prática do sexo oral. Um protetor de São Paulo resgatou uma nesse estado. Eles usam a cadela em grupo e depois abandonam”, explicou.

Ao veterinário, ela pediu um laudo detalhado explicando a situação da cadela. Em posse do documento, ela pretende registrar o boletim de ocorrência do caso.

“Nesta quinta-feira (23), eu vou na Delegacia Geral e no Distrito Policial da Vila Formosa. Mesmo que eu não saiba quem foi, eu tenho que reportar o crime”, revelou. 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.