Presos em Goiás podem ficar sem tomadas e pontos de energia nas celas

Medida foi aprovada pela Assembleia Legislativa e agora depende da sanção do governador Ronaldo Caiado

Augusto Araújo -
Deputado Delegado Humberto Teófilo (Foto: Divulgação / Alego / Valdir Araújo)

Foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) o projeto de lei que elimina as tomadas e pontos de energia do interior e proximidades das celas em Goiás.

A proposição do deputado Humberto Teófilo (sem partido) passou, por unanimidade, pela segunda votação na última terça-feira (21).  Agora, cabe à governadoria sancionar a medida e colocá-la em prática.

Vale ressaltar que é a segunda vez que a proposta circula pela Alego. Em 2020, ela foi vetada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM).

PublicidadePublicidade

Ao Portal 6, Téofilo destacou que a necessidade de implementar a medida. “Infelizmente, nós temos até hoje presídios em Goiás com tomadas dentro das celas e sabemos que o preso usa para carregar celulares”.

“Com essa lei, queremos criar um obstáculo para a pessoa que já está presa, cumprindo pena, mas que continua  tendo acesso a telefones e cometendo crimes através dos aparelhos eletrônicos”, frisou.

O texto do projeto complementa a fala do deputado, ao destacar que a medida busca coibir a comunicação dos apenados com criminosos em liberdade, combatendo assim as organizações criminosas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.