Quem é Johann Steynberg, o criminoso procurado pela Interpol que estava escondido em Goiânia e foi preso

Estima-se que ele tenha lesado 170 mil vítimas e gerado prejuízo bilionário na África do Sul

Pedro Hara -
Fundador de empresa de criptomoedas estava escondido em Goiânia. (Foto: Reprodução/YouTube)

Procurado pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol), o sul-africano Johann Steynberg foi preso em Goiânia nesta quinta-feira (29).

A captura foi realizada por equipes do Grupamento de Intervenções Rápidas Ostensivas (Giro), no Setor Alto da Glória, onde ele estava escondido.

De acordo com o tenente-coronel Raimundo Coelho Pinto Júnior, comandante do Giro, as investigações começaram após informações darem conta de que o golpista estava na capital.

“Nossos policiais começaram a fazer um levantamento criterioso do suspeito e depois de um trabalho intenso realizado durante aproximadamente um mês, foi possível identificar e abordar o sujeito”, disse.

Homem foi preso com diversos itens. (Foto: Divulgação/SSP)

Os delitos ocorreram na empresa de fachada que ele fundou na África do Sul, a Trading International, que na verdade funcionava como esquema de pirâmide que utilizava criptomoedas.

Johann é investigado por cometer crimes contra o sistema financeiro internacional. Estima-se que ele tenha lesado 170 mil vítimas e causado prejuízo bilionário no país.

Além disso, a ação do golpista colocou em risco toda a estrutura do sistema financeiro sul-africano.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.