Pará assina rescisão com o Cruzeiro três semanas após ser contratado

Vínculo era de duas temporadas e o salário de R$ 150 mil por mês

Folhapress -
(Foto: Reprodução)

Victor Martins, de MG – O lateral-direito Pará não vai mais jogar pelo Cruzeiro em 2022. Anunciado como reforço da Raposa para a próxima temporada, no dia 9 deste mês, o jogador assinou a rescisão de contrato exatamente três semanas depois. O vínculo era de duas temporadas e o salário de R$ 150 mil por mês.

A rescisão foi confirmada pela OTB Sports, dos agentes Bruno Paiva e Marcelo Goldfarb. Aos 35 anos, Pará optou pelo Cruzeiro pelo convite feito pelo técnico Vanderlei Luxemburgo, então treinador do clube para 2022. Com a demissão do técnico e a revisão dos acordos com os atletas contratados para a próxima temporada, Pará optou por rescindir com o Cruzeiro e procurar um novo clube para defender.

Os reforços anunciados foram todos contratados por indicação de Vanderlei Luxemburgo e em negociações conduzidas por Alexandre Mattos, que seria o diretor de futebol do Cruzeiro. Mas assim como o treinador, o dirigente também foi dispensado por Ronaldo, que comprou 90% das ações da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Cruzeiro. O novo dono do clube pretende fazer uma redução na folha salarial, por isso já chamou vários jogadores para renegociar os contratos vigentes e os que entrariam em vigor na próxima semana.

Se Pará topou rescindir numa boa, com o zagueiro Sidnei a situação está um pouco mais complicada. O Cruzeiro informou ao defensor que não terá condições de arcar com o que foi combinado algumas semanas atrás. Inicialmente, Sidnei não tomou uma readequação salarial e prometeu acionar a Justiça. Além de Pará e Sidnei, o Cruzeiro também anunciou para 2022 as contratações de Jaílson, Maicon, Machado, Pedro Castro, Fernando Neto, João Paulo e Edu.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.