Homem passará por Tribunal do Júri após matar companheira com mais de 10 facadas

Crime teria sido motivado por ciúmes doentios do acusado e causou grande repercussão na cidade na cidade

Flávio Mobaroli -
São Luís de Montes Belos fica localizado a 127 km de Goiânia. (Foto: Divulgação/Prefeitura de São Luís de Montes Belos)

Cleiton Rodrigues Trigueiro será submetido ao Tribunal do Júri pelo crime de feminicídio. Ele é acusado de assassinar a facadas a então companheira, Alvani Guilherme de Freitas Guimarães, no dia 28 de dezembro de 2020, em crime que chocou São Luís dos Montes Belos, município a 120 km de Goiânia. A data do julgamento ainda será definida.

A sentença, proferida pelo juiz Samuel João Martins, da 2ª Vara (Cível, Criminal, Fazendas Públicas e Registros Públicos), foi publicada na quinta-feira (13) e também determinou a manutenção da prisão preventiva do acusado, em virtude das circunstâncias que envolvem o crime.

O homicídio praticado por Cleiton, conforme relatado na denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado de Goiás. (MP-GO), teria sido “motivado por ciúme excessivo e doentio, com crueldade e uso de recurso que dificultou a defesa da vítima, e ainda, por razões da condição de sexo feminino e com violência doméstica”.

Conforme os autos, a vítima recebeu mais de dez facadas, que provocaram três ferimentos profundos, no ombro direito, tórax, e base do pescoço. Também foram registrados vários ferimentos e escoriações em partes diferentes do corpo da mulher.

O crime aconteceu na casa do deles, durante uma discussão. O acusado ainda teria roubado o celular da vítima, na sequência, e tentou utilizá-lo para despistar a autoria do assassinato.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.