Mais de 500 mil eleitores goianos podem ficar impedidos de votar neste ano

População com pendências na Justiça Eleitoral deve regularizar situação para que possa participar do pleito

Augusto Araújo -
Eleitores fazem fila para votar em escola estadual. (Rivaldo Gomes/Folhapress)

Com o prazo para regularizar o título de eleitor chegando ao fim, são mais de 530 mil goianos que estão com o título de eleitor cancelado em 2022.

Os números foram coletados pelo Portal 6 junto ao Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), que também apontou que outras 4,7 milhões de pessoas estão aptas para votar.

À reportagem, o advogado eleitoral Dyogo Crosara explicou que estar com a situação eleitoral irregular pode causar limitações aos direitos civis do cidadão.

“Cada turno eleitoral é contado como uma votação. Caso o eleitor não compareça a três votações, ele tem o cancelamento do título eleitoral e não pode mais votar”.

“Nesse período, ele também não pode tirar passaporte, participar de concursos públicos, fazer determinados empréstimos bancários, por exemplo”, listou Crosara.

Além disso, o cidadão recebe uma multa para cada vez que falta às urnas. Para voltar a uma situação regular, basta pagar a penalização no Banco do Brasil.

O valor da taxa varia entre o mínimo de 3% e o máximo de 10% da base de cálculos do TSE (R$ 35,13), podendo ser zerada conforme a situação econômica do eleitor.

Regularização do título

O TRE-GO também destacou quais são os procedimentos necessários para regularizar o documento.

Os “cancelados” devem acessar a página do TRE, clicar em “Atendimento Remoto” e solicitar sua regularização conforme instruções na tela.

Em caso de dúvida o eleitor pode entrar em contato com o cartório eleitoral no qual está inscrito. Os telefones e e-mail’s dos cartórios eleitorais estão disponíveis no final da página principal do órgão estadual.

O cidadão que quiser saber se está apto para as votações pode consultar a própria situação eleitoral no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE),

Basta inserir o nome ou número do título de eleitor ou CPF no espaço solicitado, a data de nascimento e clicar no botão “Consultar”.

Você pode acessar o site do TSE clicando neste link.

Vale lembrar que a população votante tem até o dia 04 de abril para regularizar a própria situação eleitoral, sem sofrer penalidades.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade

+ Notícias