Participação do eleitorado jovem goiano caiu mais da metade em 10 anos

Atualmente, celebridades vêm fazendo campanha para que população entre 16 e 17 anos tirem título de eleitor

Augusto Araújo -
Título Eleitoral é documento básico para votar. (Foto: Reprodução).

Nas redes sociais é perceptível uma grande movimentação para que os adolescentes de 16 e 17 anos tirem o título de eleitor em 2022. Até mesmo celebridades, como a influenciadora digital Juliette, já se manifestaram a favor.

Contudo, o Portal 6 apurou que, em Goiás, a população abaixo de 18 anos participa cada vez menos do período eleitoral. De 2010 para 2020, a participação dos jovens caiu pela metade, saindo de 61% para 31,09%.

Os dados, enviados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), indicam que, há 12 anos, 65 mil dos 107 mil adolescentes aptos exerceram o direito democrático.

Contudo, nas Eleições de 2020, esse número despencou para 32,8 mil, sendo que haviam 105 mil jovens capacitados para votar.

Os índices do TRE apontam que, até o dia 31 de janeiro deste ano, apenas 30,65% da população nesta faixa etária solicitou o documento.

Dessa forma, dos 104 mil adolescentes que podem exercer o direito de voto no estado, apenas 31,9 mil haviam manifestado interesse em participar das eleições.

A data-limite para solicitar o documento junto à Justiça Eleitoral é no dia 04 de maio. Este também é o prazo para que os eleitores que já possuem a documentação, mas estão irregulares, possam normalizar a própria situação.

Veja a seguir a publicação da influenciadora digital:

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade