Desobrigação de uso de máscaras em Goiânia não impacta setor de bares e restaurantes

Presidente do SindiBares explicou porque medida não foi efetiva na capital, embora revele otimismo para futuro próximo

Augusto Araújo -
Bar em Goiânia. (Foto: Reprodução)

Embora muito celebrada pela população de Goiânia, a desobrigação do uso de máscaras em lugares fechados não gerou tanto impacto nos bares e restaurantes da capital.

Quem confirmou esta informação ao Portal 6 foi o próprio presidente do Sindicato dos Bares e Restaurantes de Goiânia (SindiBares), Newton Pereira.

Segundo ele, o avanço das flexibilizações no município já havia feito o público voltar gradativamente e o impacto desta nova medida não surtiu tantos efeitos.

“Por exemplo, quando permitiu que a capacidade de ocupação saísse de 60% para 80%, sentimos uma melhora ainda mais significativa do que agora, com a liberação das máscaras”, explicou.

Newton Pereira também destacou que os clientes já tiravam as máscaras para consumir alimentos e bebidas dentro dos estabelecimentos, o que enfraqueceu a força do novo decreto em Goiânia.

Além disso, ele vislumbra um futuro otimista para os próximos meses, com uma situação de melhoria no quadro da pandemia de Covid-19 e a vacinação avançando.

“Com base nesses dados, cremos em uma tendência de normalização generalizada em vários setores do turismo, não só nos bares e restaurantes”.

“Acreditamos que haverá um retorno maciço no turismo de lazer, viagens, o que pode impulsionar ainda mais essa retomada”, complementou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.