Ameaçados de extinção, macaco-aranha e preguiça são transferidos para Goiás

Animais saíram de Roraima por serem considerados potenciais vítimas de predação e viverão no Instituto Onça-Pintada, em Mineiros

Rafael Tomazeti -
Foto: Ceta/Ibama Roraima

O Instituto Onça-Pintada (IOP), em Mineiros, no Sudoeste goiano, vai ganhar dois novos habitantes. Uma macaco-aranha e uma preguiça, espécies ameaçadas de extinção, chegaram ao local na última quinta-feira (21).

A dupla de novos moradores saiu de Boa Vista (RR) para Goiânia ainda na quarta-feira (20), em ação realizada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama).

De acordo com o órgão, os espécimes não aprenderam a se defender ou se alimentar na vida silvestre e, por isso, são considerados vulneráveis.

O IOP dedica-se, sobretudo, à conservação das onças-pintadas. O local é uma das áreas de conservação mais importantes do Centro-Oeste e refúgio para animais em risco de extinção.

A preguiça é da espécie Bradypus tridactylus, conhecida pelos três dedos. O macaco-aranha tem a denominação científica Ateles belzebuth. Ambos são encontrados majoritariamente na região amazônica de Brasil, Venezuela e Colômbia.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade