Liberado mais um pagamento de R$ 1 mil para os trabalhadores; consulte o calendário e veja como sacar

Todos os valores ficarão disponíveis para saque até o dia 15 de dezembro deste ano

Da Redação -
Liberado mais um pagamento de R$ 1 mil para os trabalhadores; consulte o calendário e veja como sacar

Desde sábado (30), um total de 3,2 milhões de trabalhadores nascidos em fevereiro estão liberados para sacar R$ 2,2 bilhões do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) extraordinário. Cada profissional pode retirar até R$ 1 mil de pagamento, conforme o valor que estiver disponível na conta.

A movimentação do dinheiro é feita pelo aplicativo Caixa Tem, sem que seja necessário ir até uma agência da Caixa Econômica Federal, responsável pelo fundo e pelo repasse dos valores.

O saque extraordinário do FGTS foi liberado pela medida provisória 1.105, de 17 de março deste ano. Segundo a regra, todos os trabalhadores com conta no Fundo de Garantia com saldo terão direito ao valor.

O dinheiro, no entanto, só estará disponível na poupança social digital aberta pela Caixa em data definida por meio de calendário, que leva em conta o mês de nascimento do trabalhador.

De 20 de abril a 15 de junho, serão pagos cerca de R$ 30 bilhões para aproximadamente 42 milhões de trabalhadores com direito ao saque. Os valores ficarão disponíveis até o dia 15 de dezembro.

Quem não quiser receber pode realizar o desfazimento do crédito até 10 de novembro. Já quem não sacar até 15 de dezembro tem o valor devolvido ao Fundo de Garantia, sem prejuízo, com correção.

Veja o calendário de saque do FGTS 2022

Mês de nascimento / Data da liberação
Janeiro  – 20 de abril
Fevereiro – 30 de abril
Março – 04 de maio
Abril  – 11 de maio
Maio – 14 de maio
Junho – 18 de maio
Julho  – 21 de maio
Agosto – 25 de maio
Setembro – 28 de maio
Outubro – 1º de junho
Novembro – 08 de junho
Dezembro  – 15 de junho

Como será o saque

O dinheiro é liberado no Caixa Tem e, imediatamente após ele ser pago, é possível pagar boletos e contas, utilizar o cartão de débito virtual em lojas, sites e aplicativos. O saque é feito nos caixas eletrônicos da Caixa, nas lotéricas ou correspondentes bancários ao gerar um código.

Também é possível transferir o valor para outros bancos. Há ainda a possibilidade de realizar transações por meio do Pix. As operações, no entanto, podem ser limitadas. As transferências para outra conta, mesmo que em nome do trabalhador, são de até R$ 600 por operação.

No caso do Pix, é possível fazer o Pix de pagamento e o Pix para retirada do dinheiro, o que obrigará o cidadão a ir até um caixa eletrônico da Caixa, uma casa lotérica ou um correspondente Caixa Aqui.

Consulte seu saldo no site ou aplicativo do FGTS

Pelo site:
– Acesse www.fgts.caixa.gov.br
– Vá em “Consulte aqui” e informe CPF e senha
– Em “Como você receberá seus valores”, aparecerá a informação se o depósito será automático ou se será preciso fazer a solicitação

Pelo aplicativo:
– Entre no aplicativo e informe CPF e senha
– Se houver fila de espera virtual, aguarde alguns minutos
– Na tela inicial, vá em “Saque Extraordinário”
– Na próxima tela, aparecerá o valor que será liberado, a data de pagamento e a conta de depósito no caso de quem tem direito ao saque automático
– Clique em “Ver contas FGTS liberadas” para saber de quais contas o dinheiro sairá
– Se o pagamento não for automático, vá em “Solicitar saque”

O que fazer se não receber de forma automática

O pagamento do FGTS é feito de forma automática para a maioria dos trabalhadores, segundo a Caixa. No entanto, caso o crédito não seja disponibilizado no Caixa Tem, o trabalhador deverá acessar o app FGTS, e fazer a solicitação dos valores.

De acordo com informações da Caixa, os trabalhadores que não utilizaram o saque emergencial em 2020 podem precisar atualizar o cadastro e solicitar o saque no app FGTS, sem precisar ir a uma agência. Neste caso, o crédito será realizado em outra data.

Entenda a liberação dos valores do Fundo de Garantia

O saque extraordinário pode ser feito apenas uma vez em 2022, considerando o saldo disponível na data de realização do débito, até o limite de R$ 1 mil por trabalhador. Após essa liberação, o profissional só terá acesso ao dinheiro nas situações previstas em lei.

Se o titular possuir mais de uma conta do FGTS, o saque é feito na seguinte ordem: primeiro, é liberado o valor das contas de contratos que já foram encerrados, com início pela conta que tiver o menor saldo. Em seguida, haverá a liberação do montante que estiver nas demais contas vinculadas, com início pela conta que tiver o menor saldo.

Não estarão disponíveis para saque os valores bloqueados na conta do FGTS. Os principais motivos de bloqueio são: determinação judicial, pedido de devolução de valor paga a mais pelo empregador, dados inconsistentes e contratação de operação de crédito com antecipação do saque-aniversário.

Onde tirar dúvidas

Segundo a Caixa, em caso de dúvidas, os trabalhadores devem acessar o app FGTS, em “Saque extraordinário”, onde há um tire dúvidas com respostas para algumas questões, ou ainda tentar atendimento por telefone nos seguintes números: 4004-0104, para capitais e regiões metropolitanas, e 0800-1040104, para as demais regiões.​

*Com Folhapress

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade