Bolsonaro faz duras críticas a Ronaldo Caiado: “Ele colhe o que planta”

Aliados no início dos respectivos mandatos, presidente e governador se afastaram nos últimos tempos

Augusto Araújo -
Presidente Jair Bolsonaro (PL) e governador Ronaldo Caiado (DEM) entraram em rota de colisão. (Foto: Montagem/Portal 6).

O embate entre o presidente Jair Bolsonaro (PL) e Ronaldo Caiado (União Brasil) ganhou um novo capítulo nesta terça-feira (03).

Isso porque o chefe do executivo nacional afirmou que o governador de Goiás “colhe o que planta”, após ter sido vaiado em um evento em Rio Verde, no dia 20 de abril.

Aliados no início dos respectivos mandatos, presidente e governador se afastaram nos últimos tempos após discordarem de alguns pontos no combate a pandemia.

A fala se deu em uma conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. Uma das apoiadoras pergunta a Bolsonaro sobre políticos que costumam ser vaiados em cerimônias oficiais.

Nisso, o presidente responde: “Eu não tenho culpa disso não, tá? Ele colhe o que ele planta. Político colhe o que ele planta”.

As vaias ao gestor do Governo de Goiás ocorreram em uma cerimônia destinada à entrega de títulos de propriedade rural na cidade do Sudoeste Goiano.

Quando o governador começou a discursar, a plateia deu início a gritos de “Fora, Caiado” e demonstrou apoio ao deputado federal Vitor Hugo (PL), que deve concorrer com o pré-candidato do União Brasil à Governadoria nas Eleições de 2022.

Foi necessário que o mestre de cerimônia interviesse e pedisse para que o público deixasse o gestor discursar.

Durante a fala, o governador disse enfrentar “as esquerdas do Brasil” há anos e fez apelo a Bolsonaro, que, segundo Caiado, poderia atestar que ele foi o único candidato defensor do agricultor nas eleições de 1989, quando disputou o Palácio do Planalto.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.