“Esquema do Pix” pode acabar em prejuízo financeiro e prisão para quem participar

Perfis que prometem multiplicar dinheiro de forma rápida e fácil está se tornando cada vez mais comum nas redes sociais

Augusto Araújo -
“Esquema de Pix” pode gerar prejuízos financeiros e prisão para quem participar. (Foto: Reprodução).

Está se tornando comum entrar nas redes sociais e se deparar com páginas e perfis que prometem multiplicar o dinheiro dos usuários de forma rápida e fácil por meio de um “Esquema de Pix”.

A premissa é simples. A pessoa deposita uma determinada quantia em uma conta e, em troca, receberá valores mais altos.

No entanto, por mais que seja tentador, quem entra nessa conversa pode ter prejuízos financeiros e até mesmo ser preso.

Quem afirmou isso foi Daniel de Oliveira, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), em entrevista ao Portal 6.

“A pessoa que entra nesse esquema escuso, além de correr risco de perder dinheiro, pode passar informações sensíveis para criminosos, que podem usá-las para cometer outros crimes com seus dados pessoais”.

“Ela também poderá responder por entrar no esquema criminoso. Mesmo que não seja a intenção dela, vai responder da mesma forma”, explicou.

Além da possível acusação de associação criminosa, o interessado na bolada pode ser indiciado por estelionato, com qualificação por fraude eletrônica.

Para evitar que outros usuários sejam vítimas, Daniel afirmou que é importante reportar essas páginas e perfis nas plataformas de rede social.

“Elas possuem espaços específicos para que o usuário faça a denúncia desses abusos, o que pode tirar de circulação esses esquemas enganosos”, complementou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade