Motorista de app expulsa passageira por racismo nos Estados Unidos

Homem gravou a cena em que ela "comemora" ter pego um funcionário branco e o chama de "um cara normal"

Folhapress -
Motorista de app expulsa passageira por racismo nos Estados Unidos (Foto: Reprodução/ Twitter/ AdamParkhomenko

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Um motorista de aplicativo da Pensilvânia (EUA) expulsou uma passageira do carro após ela fazer um comentário racista antes da corrida. O homem gravou a cena, em que ela “comemora” ter pego um funcionário branco – como ela – e o chama de “um cara normal”. Ao compartilhar o vídeo nas redes sociais, o caso viralizou.

O incidente aconteceu na noite de sexta-feira (13), quando o motorista da plataforma Lyft James W.Bode estava circulando pelas ruas da cidade de Catasauqua. Quando recebeu em seu celular a notificação de pedido de corrida, ele estacionou em um trecho para receber sua cliente.

De acordo com o jornal DailyMail, a mulher, identificada como Jackie Harford, ficou surpresa com a aparência do motorista. No vídeo, ela diz: “Uau, você é tipo um cara branco. Você é um cara branco!”.

No início, Bode parece não acreditar no teor da declaração e pede para Jackie repeti-la. E ela responde: “Você é tipo um cara normal. Você fala inglês”.

Assim que percebe que o motorista se ofendeu, Jackie começa a se desculpar e a dar leves tapas em seu ombro, com o propósito de contornar a situação. Contudo, o motorista repudia o comportamento da cliente e pede para se retirar do veículo. “Não, você pode sair do carro.”

E acrescenta: “Isso é completamente inadequado. Se alguém que não fosse branco estivesse sentado neste banco, qual seria a diferença?”

Indignada com a expulsão, Jackie responde: “Você está falando sério?”.

Segundos depois, o companheiro da mulher, cujo nome não foi identificado, se aproximou do carro e começou a confrontar Bode a respeito do que estava acontecendo. O motorista relatou o breve episódio de injúria racial, porém o cliente discordou do motivo da recusa do atendimento e os dois discutiram. Logo depois, Bode conseguiu retirar Jackie e o acompanhante do carro.

“Tudo bem, eu não vou realizar a corrida, vocês podem sair”, disse.

O casal lançou xingamentos e ameaças ao motorista Bode, que aproveitou para gravar as agressividades. Em um dos trechos do vídeo, o homem diz: “Eu poderia lhe dar um soco na cara”.

“Isso é agressão”, rebateu Bode, antes de chamá-los de racistas. Mesmo assim, Jackie e o companheiro continuaram atacando o motorista, chegando a chamá-lo de “amador de negros”, dando uma conotação pejorativa à fala.

“Cai fora daqui”, gritou. “Estou chamando a polícia para você cara, está tudo na câmera. Está tudo na câmera”.

Jackie Harford e o marido são proprietários do bar de motoqueiros Fossil’s Last Stand em Catasauqua. No momento em que James W.Bode é informado disso, ele os ameaça com a divulgação do vídeo. “Isso é ótimo, todo mundo vai saber.”

Depois dos atritos, Bode foi para casa e compartilhou a gravação em suas redes sociais. No texto da publicação, ele confirmou que registrou boletim de ocorrência numa delegacia de polícia e alertou aos internautas: “Se alguém me deixar desconfortável, farei o mesmo, especialmente no meu carro ou propriedade”.

Muitas pessoas o aplaudiram, especialmente pela maneira como lidou com a situação. Além de chamá-lo de “Herói”, alguns deles o agradeceram por expor uma situação de racismo e denunciar os agressores publicamente.

Bode escreveu mais tarde em seu perfil no Facebook para agradecer ao amparo dos usuários. “Para todos que estão estendendo a mão e mostrando apoio, obrigado. Eu aprecio isso, de verdade. Mas é assim que deve ser em todos os lugares, sempre. Eu não deveria ser ‘o cara’ que fez ou disse isso… Todos nós deveríamos ser essa pessoa”, disse. “Fale se estiver desconfortável com isso, porque isso deixará os racistas desconfortáveis.”

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade