Trabalhadores tem até R$ 4 mil de benefício extra; veja quem pode sacar

Para realizar a consulta do valor, é necessário contatar a Caixa pelo site ou aplicativo

Pedro Ribeiro -
Pagamento retroativo de R$ 1.100 está disponível para milhares de brasileiros; consulte se você tem direito
Trabalhadores brasileiros podem receber o pagamento retroativo do abono salarial de 2019. (Foto: Reprodução)

Os trabalhadores que tiverem valores para resgatar do saque extraordinário no Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS), não podem deixar de saber deste benefício extra. O saque duplo da quantia pode chegar até R$ 4 mil durante o mês de maio.

Quem aderiu saque de aniversário do FGTS, pode retirar uma parcela extra de até R$ 2,9 mil. É valido ressaltar que para realizar a transação o valor depende do saldo.

Além disso, a liberação acontece de forma emergencial e possui limite fixo em até R$ 1 mil.

Dessa forma, o valor do benefício extra pode ser ainda menor se o trabalhador tenha um saldo menor do que essa faixa. O acesso aos recursos é garantido a todos os trabalhadores com saldo no fundo em contas ativas (emprego atual) ou inativa (empregos antigos).

Enquanto isso, do lado oposto, tem-se o saque-aniversário do FGTS, que libera uma parte do saldo acumulado no fundo anualmente e no mês de nascimento do trabalhador. A diferença está na faixa de saque, que varia conforme o saldo e pode liberar parcela adicional de até R$ 2,9 mil.

Como consultar o saldo do FGTS

Os trabalhadores podem consultar o saldo do FGTS por meio do aplicativo do FGTS ou pelo Internet Banking da Caixa.

No aplicativo FGTS, você precisa baixar o app, selecionar a opção “cadastre-se” e preencher todos os dados solicitados: CPF, nome completo, data de nascimento e e-mail. Depois, deve cadastrar uma senha de acesso, numérica, com seis dígitos.

Para quem já usava o aplicativo, pode repetir o mesmo número de senha que usava antes. Se você é cliente da instituição financeira, pode acessar o extrato do FGTS no internet banking no computador ou no aplicativo Caixa pelo celular ou tablet.

No site da Caixa (na opção Saque Emergencial FGTS), o trabalhador precisa informar o número do CPF ou do NIS (Número de Identificação Social).

Depois será preciso informar a senha internet, que é a mesma senha que o trabalhador usa para acessar seu extrato no site da Caixa. Caso não lembre, terá de escolher entre recuperar ou cadastrar nova senha.

Bom lembrar que o NIS (também chamado de NIT) e o PIS/Pasep são o mesmo número, a diferença é que eles são gerados em bases de dados diferentes.

Vencida a etapa senha, o sistema pede que o usuário informe um número de telefone celular para envio de informações por SMS. Posteriormente, o site exibe o saldo de uma ou mais contas até o limite de R$ 1 mil.

Na última etapa – todas as informações aparecem na mesma página – o sistema informa a data em que o dinheiro será depositado na conta poupança social digital e o valor que você terá direito. Nesta fase, o trabalhador poderá cancelar o depósito clicando em “Não quero receber”.

Mesmo depois que o dinheiro for depositado, o trabalhador poderá desfazer o depósito. E caso o beneficiário não movimente o dinheiro na Poupança Social Digital, o valor retorna à conta do FGTS.

Siga o Portal 6 no Instagram: @portal6noticias e fique por dentro de todas as novidades!

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade