Levantamento inédito no país aponta orientação sexual da população de Goiás

Ao todo, cerca de 5,2 milhões de pessoas foram questionadas a respeito do tema no estado

Gabriella Pinheiro -
Gay Day 2021 na Praça do Ancião, em Anápolis. (Foto: Lucas Tavares/Portal 6)

Uma pesquisa inédita divulgada nesta quarta-feira (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que mais de 61 mil goianos se declararam gays, lésbicas ou bissexuais.

Ao todo, cerca de 5,2 milhões de pessoas com idade a partir de 18 anos e que moram em Goiás foram questionadas sobre o tema. Dessas, cinco milhões, 95,7%, se autodeclararam heterossexuais.

Outros 61 mil, cerca de 1,2%, se consideraram lésbicas, bissexuais ou gays. Já 160 mil, 3,1%, não quiseram ou não souberam responder a questão.

De acordo com o IBGE, esta é a primeira vez que dados desse tipo são coletados entre a população. Mas, de acordo com o órgão, os resultados ainda podem estar subnotificados.

Segundo a coordenadora da pesquisa, Maria Lucia Vieira, o alto número de pessoas que não quiseram responder o questionário pode ser devido a diversos fatores.

“O número de pessoas que não quiseram responder pode estar relacionado ao receio do entrevistado de se autoidentificar como homossexual ou bissexual e informar para outra pessoa sua orientação sexual. Diversos fatores podem interferir na verbalização da orientação sexual, como o contexto cultural”, afirmou.

“Morar em cidades pequenas, o contexto familiar, se sentir inseguro para falar sobre o tema com uma pessoa estranha, a desconfiança com o uso da informação, a indefinição quanto a sua orientação sexual, a não compreensão dos termos homossexual e bissexual, entre outros”, completa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade