Reajuste na passagem de semiurbanos do trajeto Anápolis-Goiânia é ilegal, diz AGR

Reguladora alerta que aumento de quase 27% veio antes do prazo e empresa pode ser punida

Lucas Tavares -
Ônibus da Viação Araguarina. (Foto: Reprodução)

Anapolinos e goianienses que usaram o transporte coletivo na manhã deste sábado (28) se surpreenderam com o novo valor cobrado para adquirir os bilhetes. Isso porque, até sexta-feira (27), a passagem custava R$ 10,40, agora, já está valendo R$ 13,20.

Em nota ao Portal 6, Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) informou que o reajuste tarifário para o transporte rodoviário regular intermunicipal de passageiros no Estado de Goiás ocorre uma vez ao ano, em julho.

E que, apesar da Lei prever liberdade tarifária, todas as empresas firmaram o compromisso anual, ou seja, não podem adotar reajustes de forma unilateral. Por isso, a elevação de preços é considerada ilegal.

Mesmo assim, já é possível conferir o novo valor no site da empresa. Mas, o aumento de 26,92% não agradou nada os passageiros.

Captura de tela do site da empresa de transportes Araguarina. (Foto: Captura)

“Aumentou muito, e sem avisar. Pesa muito no bolso da classe mais pobre”, disse uma passageira que preferiu não se identificar.

Nas redes sociais, uma internauta publicou que “de um dia para o outro, Araguarina muda o valor da passagem, sem avisar, sem nada”.

Ainda neste sábado, a AGR, por meio da Gerência de Transportes, deve enviar uma equipe para fiscalizar a situação da linha Anápolis/Goiânia. “Se for constatado o aumento sem previsão legal, a empresa será autuada”, disse.

“A AGR encaminhará representação ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica – CADE, por suspeita de infração à ordem econômica contra as empresas e o Sindicato representativo da categoria”, concluiu.

A reportagem entrou em contato com a Araguarina, mas não obteve sucesso. Enquanto isso, os moradores das cidades vão ter que abrir o bolso para não serem surpreendidos e conseguirem viajar.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade